Buscar
  • RicarBernardo

Rotting Christ - São Paulo 31/05/19

A banda de Black Metal Rotting Christ já é velha conhecida do publico brasileiro. Desde que vieram pela primeira vez em 1998, para promover o álbum A Dead Poem, a banda sempre apresenta shows memoráveis a seus fás e aos amantes do Black Metal. No dia 31/05 o The House ( antigo Hangar 110 ) recebeu a banda que veio promover seu décimo terceiro album The Heretics. No dia anterior tocaram no Rio de Janeiro no Teatro Odisseia e no dia seguinte a banda seguiria com a turnê por Joinville no Aramageddon Metal Fest. . A formação traz os membros originais Sakis Tolis (vocal e guitarra) e Themis Tolis (bateria) e contou com apoio de Giannis Kalamatas (guitarra, back vocal) e Stamatis Petrakos (baixo), que foram recrutados em 2019. Mesmo com pouco tempo de banda os novos integrantes demonstraram grande entrosamento e executaram fielmente as musicas e os solos como pode ser visto bem de perto por todos. O show de abertura ficou a cargo da banda Total Death que apresentou seu doom metal, com passagens de death, para a alegria dos presentes. Com musicas do seu ultimo EP chamado ‘Sorrowful And Immaculate Heart’ de 2018 e do álbum ‘Inmerso en la Sangre’ de 2015 ficou claro que vale a pena conhecer mais o trabalho dos Equatorianos dos Muerte Total. Logo após o show da Total Death, luzes vermelhas e uma trilha sonora, com sinos e cantos gregorianos que abre o álbum The Herectis, começou a ecoar por todo ambiente do The House, criando um clima sombrio e bem propício para o que estaria por vir. A banda entra ao pequeno palco, recebendo os aplausos da casa que estava lotada e começando com “Hallowed Be Thy Name” mostrando que o som estava bem equalizado, principalmente a bateria. Sem perder tempo a banda emenda com a musica Κατά τον δαίμονα του εαυτού (Pelo demônio do eu ) que possui trechos em grego. Inclusive a galera mostrou estar com a língua grega em dia, pois cantou a musica toda. Após uma rápida apresentação, Sakis fala algumas palavras em português para cair na graça da plateia, mas nem precisava, pois o vocalista possui uma grande carisma e após tantos shows por aqui se mostra familiarizado com o publico brasileiro. Então mais uma do novo álbum “ Fire, God and Fear” mais cadencia e com um solo de guitarra para guitar hero nenhum botar defeito. A banda segue executando alternadamente musicam rápidas com outras mais cadenciadas, passando por praticamente todos os álbuns inclusive os primeiros, é o caso de “The Forest Of N’Gai” do EP Passage to Arcturo de 1991. Na musica “Societas Satanas” cover da banda Thou Art Lord, Sakis convida o publico a fazer um mosh pit, agitando alguns mais empolgados, porém a grande maioria estava mais interessada em curtir o show e aprecias as musicas. Na sequencia a banda executa King Of A Stellar War, a melhor musica da noite, com a plateia cantando em uníssono toda a letra e até os solos da musica em um momento memorável. O Show continua com In Yumen-Xibalba , a grande “Grandis Spiritus Diavolos” que tem a letra em latim e para terminar Under The Name Of Legion. Após uma pausa muito rápida, a banda retorna para executar duas musicas do começo da carreira, “The Sign Of Evil Existence” do álbum Thy Mighty Contract e encerrou o show com a clássica “Non Serviam”, do álbum homônimo de 1994.  Com um pouco mais de 1 hora de show a banda se despede do palco agradecendo a toda plateia distribuindo baquetas e palhetas. Ao final a banda provou ter grande simpatia pelo seu publico brasileiro, retornando para tirar fotos, autografar cd’s e conversar com o fãs que estavam á espera. Desta forma, ficou claro porque toda vez que a banda vem aos pais, promover seus lançamentos, um grande publico vai prestigia-los.






5 visualizações
Envie um  E-MAIL
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
Cadastre-se na nossa lista de correspondência.

© 2020 por R. Daneel (Todos os direitos reservados)